Eu só queria ajudar!

O ser humano se sente incomodado com muita coisa. Em determinadas situações isso pode surtir efeito positivamente. Mas nem sempre isso acontece.

A correria do dia a dia, fez com que as pessoas fizessem cada dia menos serviços sociais, serviços voluntários. Ficando uma lacuna enorme em querer ajudar as pessoas, se sentir úteis, se mostrar como uma pessoa boa!

Mas o que está acontecendo ultimamente pela falta de tempo de executar estas ações, foi a criação de formas ilusórias de se ajudar! Compartilhar textos, textos ideológicos, boatos, correntes e mentiras na internet.

Isso enganosamente supre a necessidade que cada um tem em ser útil na sociedade, mas na verdade acaba por ser prejudicial indiretamente para muitas outras pessoas. Os políticos, digo, os maus políticos, usam a ignorância da população para espalhar textos ideológicos favorecedores de si mesmos. Os bandidos usam esta ignorância coletiva, fazendo uma espécie de lavagem cerebral para aplicarem golpes.

A necessidade individual de se mostrar, como sendo bonzinho, politizado, filantrópico, inteligente, antenado, atualizado propicia uma maior facilidade em prejudicar as pessoas.

É fácil identificar estas vítimas, eles falam muito a frase: “Eu só queria ajudar!”

Esta necessidade em ajudar já foi percebida por gente sem escrúpulos e tem usado muito isso contra a própria sociedade.

Acaba por vezes amigos, ou familiares apoiarem coisas erradas justamente por convívio ou afinidade, causando uma consequência muito maior ainda.

A sociedade tem “involuído” e o que mais acontece justamente é sempre querer por a culpa em alguém. Já foi a época que se podia dizer que a sociedade tem futuro. Serão necessárias várias gerações para que este tremendo obstáculo a evolução seja superado.

Acredito que surtirão inúmeras críticas a este texto, mas é claro que quando se cutuca a ferida a primeira ação é atacar e desmerecer. Temos que mudar, será que ainda tem jeito?

Deixe um comentário